Micro Oiseau | free marketing and translation guides for micro entrepreneurs and startups

#1 Faça com que reparem em si: como construir uma ótima marca

Enquanto indivíduos, todos temos a nossa própria “marca”; a nossa personalidade é, por assim dizer, composta por:

A forma como aparecemos e o que vestimos.
O modo como falamos e aquilo que dizemos.
A forma como nos tratamos a nós próprios, aos outros e às coisas que nos rodeiam.

A nossa imagem, comunicação e comportamento afetam a nossa capacidade de influenciar os outros; o mesmo sucede com uma empresa. Não importa se a empresa tem um, dez ou 10 000 funcionários, a marca não é simplesmente um logotipo; uma marca é tudo o que envolve a empresa. A marca é importante porque persuade as pessoas a comprar.

É também um pensamento reconfortante que, a par com os microempreendedores, também os executivos da Amazon, da Chanel ou da Renault estejam a pensar…

Temos uma boa imagem?

Somos atrativos?

As pessoas percebem o que estamos a oferecer?

Estamos a atrair novos clientes e a fidelizá-los?

Enquanto microempreendedor, pode estar a pensar, “eu já tenho uma grande personalidade e EU SOU a minha empresa, portanto sou a minha marca. Isto é fácil!” Mas existe uma diferença importante entre a nossa marca pessoal e a nossa marca empresarial: o cliente.

Os nossos clientes são pessoas que estão preparadas para nos dar o seu dinheiro e para depositar em nós a sua confiança em troca do que estamos a oferecer.

Por esta razão, aquilo de que os nossos clientes precisam e o que preferem é mais importante do que aquilo que nós preferimos ou achamos que estes devem aceitar.

A nossa marca representa todos os aspetos do nosso negócio, portanto devemos ouvir os nossos potenciais clientes, para que a marca os cative. E não só ouvir, mas também fazer perguntas, para garantir que aquilo que estamos a oferecer é o que estes realmente querem. Quando é, não só os clientes vão comprar, como também vão regressar e dizer aos amigos.

Para começar a pensar sobre a marca da sua empresa, a questão mais importante, que se deve colocar continuamente, é “PORQUÊ?”: “Por que motivo estou a estabelecer um negócio?” e “Por que razão devem os clientes escolher-me a mim?”

Os negócios mais bem-sucedidos tocam no “ponto certo”.

O ponto certo é uma convergência de espírito entre a empresa e os seus clientes – um alinhamento da imagem e perceção; comunicação e entendimento; comportamento e resposta.

Be Noticed: how to build a great brand | Micro Oiseau Marketing Guides

O ponto certo não é um feliz acaso. Encontramo-lo através de:

  • uma clara compreensão do PORQUÊ de fazermos o que fazemos, do QUE estamos a oferecer exatamente, de COMO o apresentamos e dos VALORES que sustentam tudo.

E depois:

  • há que comunicar claramente esta informação às pessoas que querem o que oferecemos, são atraídas pelos nossos valores e que conseguem, por conseguinte, compreender facilmente como podemos solucionar os seus problemas e tornar as suas vidas mais fáceis, mais divertidas, mais bonitas ou mais produtivas.

Para definir os valores da sua empresa, regressamos ao PORQUÊ de ter um negócio. Lembre-se, é ótimo ser bom numa coisa, mas se não se preocupar com a forma como a faz, como a apresenta, vai dificultar muito a parte de atrair e manter clientes. Por exemplo, se faz lindas cadeiras, mas usa madeiras duras não-sustentáveis, provenientes de florestas tropicais e comercializadas ilegalmente, isto não vai atrair as pessoas; muito pelo contrário.

O PORQUÊ de fazermos o que fazemos pode incluir um ou todos os seguintes elementos:

  • Experiência
  • Paixão
  • Qualidade e mestria
  • Honestidade e atenção
  • Diferença
  • Convicção
  • Sustentabilidade

Uma vez, ouvi um microempreendedor dizer: “Não me posso dar ao luxo de ter valores.” Na realidade, o que não pode fazer é dar-se ao luxo de NÃO ter valores.

Os valores são as raízes do seu negócio. As marcas sólidas crescem dos seus valores para cima. Em tempos difíceis, o regresso aos valores que estão na sua origem pode salvar uma empresa. Uma empresa sem valores não tem nada a salvar.

Tendo valores semelhantes, uma empresa e os seus clientes podem construir uma relação baseada na confiança e na lealdade. Isto funciona em AMBOS os sentidos.

Ajudar a sua marca a sobressair

As marcas de que os clientes mais gostam são as que oferecem algo que as outras não têm para oferecer. Isto pode basear-se nos valores e também no estilo de vida. Independentemente do setor em que estiver, vai ter competição. Pessoas a fazer o mesmo tipo de negócio na mesma área e, talvez julgue até, a correr atrás dos mesmos clientes.

Mas aí é que se engana.

Sim, existem muitos negócios semelhantes ao seu, MAS não vão ser exatamente iguais ao seu, e a sua oportunidade reside no facto de que nunca serão, pois você é único e, por conseguinte, o seu negócio também o é.

O que é fundamental é que identifique o que o torna único e que se foque na sua experiência, valores, talento artístico ou conhecimento em tudo o que faz. Saber isto ajudá-lo-á também a responder a outra questão importante, outro porquê: “Por que razão é que um cliente me escolheria a mim?”

Micro Oiseau

Em 1998, na cidade de Taipé, em Taiwan, um casal decidiu abrir um café. Havia muitos outros cafés em Taipé; milhares, na verdade. Ora, este casal adorava gatos. Tinham cinco. Também conheciam pessoas que não podiam ter um animal de estimação, portanto decidiram experimentar algo diferente. Decidiram criar o café à volta dos gatos e de os partilhar com os cli